O horror em Red Hook (H.P. Lovecraft)

O nome de H.P. Lovecraft é um dos que comumente aparecem em listas de mestres do horror na literatura. Não é por acaso: o universo que ele criou com os Mitos de Cthulhu por si só já bastaria para reconhecer o talento que este escritor tinha para escrever histórias arrepiantes, daquelas que deixam o leitor tenso do início ao fim. Porém ao leitor que não mergulha de fato no mundo de Lovecraft, pode ficar a sensação de que o autor produziu apenas histórias sobre os Grandes Antigos, o que não é verdade. Lovecraft explorou o horror de formas diversas, como fica claro no título da Coleção 64 Páginas da L&PM,O horror em Red Hook.

O livro de bolso traz uma seleção de três contos que chamam a atenção justamente por não fazerem parte das histórias relacionadas a Cthulhu. Há controvérsias sobre o primeiro conto, “O horror em Red Hook”, mas em uma leitura mais superficial dá para considerá-lo um título fora do mito. Neste primeiro conto somos apresentados ao policial Malone, que depois de um caso que envolveu prédios caindo em Red Hook precisou fazer um retiro para não enlouquecer. O que aconteceu em Red Hook é revelado aos poucos, mostrando uma história envolvendo rituais satânicos.

O segundo conto (“Ele”) é de longe o mais assustador entre os três. Um estranho oferece para um homem a oportunidade de conhecer lugares secretos de Nova York. Ele acaba revelando coisas que o narrador jamais poderia prever, envolvendo inclusive a possibilidade de ver o passado e o futuro da cidade; além de saber sobre uma estranha lenda sobre índios americanos. Os momentos finais do conto, com os sons dos espíritos querendo vingança, é extramente tenso (e lembra, de certa maneira, um ótimo conto de W. W. Jacobs, A pata do macaco).

O último conto é “A tumba”, bastante conhecido entre fãs de Lovrecraft e lembra muito textos de horror do século XIX – talvez pelos temas, pelas características do narrador Jervas Dudley e lógico, pela ambientação. Dudley encontra um mausoléu que pertencera a uma família que morava na região. Ele passa anos visitando a tumba sem conseguir entrar, mas em uma noite consegue achar uma caixa com  chave que finalmente o fará conhecer o interior do mausoléu e também a loucura.

Aliás, um elemento que parece unir os três contos é justamente esse, a insanidade que surge após o confronto com o sobrenatural. O que é real ou não, o quanto podemos confiar no que pensamos ter visto? Lovecraft explora essa insegurança que podemos ter com relação ao desconhecido, transformando isso em um horror palpável, real, que assusta e surpreende o leitor justamente porque não há nada que contradiga a possibilidade de isso ser verdadeiro – é a mente humana que cria os maiores horrores, reais ou não.

É, portanto, uma boa seleção de contos para conhecer Lovecraft além de Cthulhu, e vale sempre lembrar que a Coleção 64 Páginas traz livros por apenas R$5,00 (a versão para e-book sai mais barata, por R$3,00). Aqueles que ainda não conhecem o autor podem também se surpreender positivamente ao ponto de querer procurar mais obras escritas por ele.

O horror em Red Hook
H.P. Lovecraft
Tradução: Jorge Ritter
64 Páginas
Preço sugerido: R$5,00 (R$3,00 para o e-book)

Saiba mais sobre essa e outras obras no site da L&PM Editores

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s