O horror de Dunwich (H.P. Lovecraft)

As pessoas podem até não gostar de Lovecraft, mas uma coisa é indiscutível: em se tratando de horror, poucos escritores conseguiram criar uma mitologia tão bem amarrada como ele. Para justificar essa ideia, basta citar o caso do Necronomicon, sobre o qual uma pesquisa breve na internet já revela que muitos creem ser um livro real. Não é. Foi criado por Lovecraft como parte da mitologia de Cthulhu, do qual faz parte O horror de Dunwich, que ganhou nova tradução para o português feita por Guilherme da Silva Braga, que já traduziu outros títulos do autor para a editora Hedra. Para os fãs é um prato cheio de referências, passando desde a Universidade Miskatonic até o já citado Necronomicon.

A história fala de Wilbur Whateley, menino que fora marcado pelo signo da estranheza, seja pelo físico, seja pela velocidade com que se desenvolveu e, evidente, pelos interesses que passa a nutrir. Wilbur estuda o Necronomicon e deseja fazer um ritual que só está descrito em uma das raras edições completas em latim, cuja busca acaba culminando nos eventos que seriam então o dito “horror de Dunwich”. O genial na história são os detalhes, e de como combinados eles levam a um choque entre o real e o fantástico, criando assim um horror que ora se apresenta sutilmente, ora aparece com força total.

Ainda sobre os detalhes, é bastante peculiar o modo como Lovecraft atenta às descrições de forma geral, mas principalmente sobre o espaço. O modo como fala de Dunwich é tão detalhado, cuidadoso, que faz o leitor se transportar imediatamente para a cidadezinha. Aqui cabe o elogio ao tradutor Guilherme da Silva Braga, considerando que no original Lovecraft não tem uma linguagem exatamente complicada, mas suas frases cheias de adjetivos podem ser uma armadilha, da qual o tradutor aqui conseguiu se sair muito bem. O texto flui, não fica enfadonho e ao mesmo tempo temos toda a riqueza do universo criado por Lovecraft.

No que diz respeito a edição da Hedra, ainda há um ótimo material que inclui uma introdução bem interessante escrita pelo tradutor, e um apêndice com textos importantes sobre o Necronomicon: A História do Necronomicon, O sabujo (primeiro conto de Lovecraft a mencionar o livro), Carta a Clark Ashton Smith e Carta a Robert E. Howard. É, como dá para perceber, um mimo para os fãs e uma excelente oportunidade para quem deseja se iniciar nas obras do autor norte-americano. Vale lembrar que ao contrário dos outros livros de Lovecraft publicados pela editora ( como O chamado de Cthulhu, Um sussurro nas trevas e A cor que caiu do espaço), este livro não segue o formato pocket, tendo dimensões de um livro normal.

Em tempo, para os cinéfilos de plantão: há uma adaptação de 1970 de O horror de Dunwich, que embora não seja completamente fiel ao texto de Lovecraft, ainda assim vale conferir pela curiosidade.

O horror de Dunwich
H.P.Lovecraft
Tradução: Guilherme da Silva Braga
106 Páginas
Preço sugerido: R$36,00

Saiba mais sobre essa e outras obras no site da Editora Hedra

Advertisements

7 thoughts on “O horror de Dunwich (H.P. Lovecraft)

  1. Adoro Lovecraft.. =)

    E o filme “Horror de Dunwich” deu um novo significado ao livro, pois é um horror mesmo.
    Assim como “Sonhos na Casa da Bruxa” que assisti semana passada.

    O mundo do cinema ainda está devendo um filme bem feito baseado em uma história do Lovecraft. =/

    1. O filme The Call of Cthulhu é muito bom, sim, feito pela The H. P. Lovecraft Historical Society (http://www.cthulhulives.org/), filmado em preto e branco e como filme mudo, pra parecer ser da época em que o conto foi escrito. É incrivelmente fiel à história.

      A mesma sociedade também filmou o “The Whisperer in Darkness” (“Um sussurro nas trevas”, por aqui), também em p&b, mas falado, e também muito bom. Vale a pena ir atrás.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s