Links e Notícias da Semana #28

James Ellroy, confirmado para a FLIP 2011.

Ótima notícia para o pessoal de Curitiba: Livraria Cultura abrirá uma loja na cidade, no Shopping Curitiba! E para quem vai para a FLIP 2011, Diversos escritores estrangeiros estão confirmados para o evento: Joe Sacco, Claude Lanzmann, Póla Olaixarac, Emmanuel Carrère, Antonio Tabucchi, David Remnick, valter hugo mãe e Andres Neuman. O escritor João Ubaldo Ribeiro prometeu aparecer, dessa vez de verdade. Também já foi confirmada a vinda de James Ellroy, autor de Dália Negra.

Ao comemorar um ano de circulação, o caderno sabático do Estado de São Paulo disponibiliza entrevistas e textos que foram destaque. No Saraiva Conteúdo, uma entrevista com Luiz Zerbini, ilustrador da edição especial de Alice no País das Maravilhas da editora Cosac Naify. Esse sábado, dia 19, a atividade infantil da Livraria Cultura traz Encontros Clubinho + Cultura com Pedro Bandeira. No blog da L&PM: O perigoso ofício de editor ou como não confiar em poetas.

Para os escritores, Os 100 erros mais comuns da língua portuguesa. E o Vida Ordinária traz conselhos de escritores sobre a escrita. Você escreve? Então compartilhe conosco o que já criou no subfórum Lutar com Palavras do Meia Palavra.

No Mundo de K, Kovacs comentou a poesia de Giuseppe Ungaretti. No Mundo Livro, Gustavo Brigatti resenhou o livro AK-47: A Arma que transformou a guerra, de Larry Kahaner. No Caderno G da Gazeta do Povo: O Fator Snege: matéria sobre o cultuado escritor curitibano. E Samir Machado comentou a biografia de Hitler, de autoria do Ian Kershaw. (via @TaIzze)

Machado de Assis “descobre” doença psiquiátrica em conto e “Laranja Mecânica” faz 40 anos e ganha box especial. A Quadrinhos na Cia disponibiliza teaser da nova HQ de Rafael Coutinho, prevista para chegar em 2012. A Revista Cult analisou as realizações e a a dívida que o Cinema tem em relação ao Glauber Rocha.

No Painel das letras da Folha de São Paulo: O cheiro dos livros, Não julgue pelo título e como seria a caixa de emails de Raskolnikov. O blog também trouxe a dica de uma lista com 20 tatuagens literárias e de escritores de lego.

Assine a petição e ajude a salvar o museu de Edgar Allan Poe. E não esqueçam, inscrições para o curso Roberto Bolaño, de Tiago Pinheiro (aqui do Meia Palavra) começam na semana que vem. E Mafalda está quase se despedindo dos 40: soprou dia 16/03 49 velinhas.

Após dois anos de muitos pedidos, o Meia Palavra relança a caneca do site! Além do logo na parte da frente, a parte interna recebe a citação de Fernando Pessoa: “Ler é sonhar pela mão de outrem”. Você pode garantir a sua através da loja online da Valinor, mas tem que correr, porque a edição é limitada. E você já está seguindo nosso twitter? Aproveite também para curtir nossa página no Facebook e acompanhar as atualizações do Meia Palavra na rede social.

Lançamentos da semana da Companhia das Letras:

Cláudio Manuel da Costa, de Laura de Mello e Souza
O mineiro Cláudio Manuel da Costa, consagrado pelos versos de Vila Rica, poema dedicado à fundação da capital “das Minas Gerais”, é revisitado de maneira inovadora nesse perfil biográfico escrito por Laura de Mello e Souza, que pesquisou inventários, escrituras e processos judiciais para reconstituir os passos do poeta no Brasil e na Europa. O leitor é transportado à Minas Gerais do século XVIII, onde Cláudio Manuel da Costa exerceu a carreira de advogado paralelamente à de poeta, engajando-se também no movimento da Inconfidência Mineira. Leia o post que Lilia Moritz Schwarcz fez sobre uma das muitas controvérsias que marcam a vida do poeta.

Onde os homens conquistam a glória, de Jon Krakauer (Tradução de Ivo Korytovski)
Jon Krakauer, autor de Na natureza selvagem, reconstitui a trajetória de Pat Tillman — astro do futebol americano que se tornou um dos principais ícones do patriotismo pós-11 de setembro ao abrir mão de uma carreira milionária para servir no Afeganistão. Tillman foi morto acidentalmente por um colega após uma sequência de manobras equivocadas de sua unidade de combate. A reação oficial foi um cínico encobrimento da verdade aprovado pelos mais altos escalões do governo e uma série de investigações que resultariam ineptas não fosse a determinação de Dannie Tillman em descobrir o que acontecera com seu filho. Em uma pesquisa de fôlego, Krakauer reconstrói a trajetória de Pat Tillman e expõe a farsa arquitetada para encobrir aquele que se tornaria um dos mais emblemáticos escândalos militares da era Bush.

O negócio do Brasil, Evaldo Cabral de Mello
Sessenta e três toneladas de ouro: esse foi o preço que Portugal pagou aos holandeses para que eles devolvessem o Nordeste aos lusitanos; essa negociação teria sido o arremate de uma guerra que já havia sido vencida pelos portugueses, que mesmo assim sentiam-se vulneráveis ao rivalizar com a principal potência econômica e militar do século XVII. A tese heroica de que os holandeses foram expulsos mediante a valentia dos portugueses, dos índios e dos negros é revista nessa reconstituição histórica feita por Evaldo Cabral de Mello, um dos maiores historiadores brasileiros, especialista em história regional e no período de domínio holandês em Pernambuco no século XVI.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s